Guia do Estudante

ENGENHARIA DA MOBILIDADE

Bacharelado

Legenda:

Graduação

Graduação Tecnológica

É a área da engenharia responsável pela infraestrutura de transporte e por planejar, dar manutenção e operar componentes dos veículos. O profissional faz a construção, o monitoramento e a manutenção da infraestrutura ferroviária, portuária e aeroportuária. Nas cidades, cuida da sinalização viária, da gestão e do planejamento do transporte urbano, visando à melhor fluidez do tráfego. Pode trabalhar em empresas de construção civil especializadas em obras de transporte. Em montadoras, estaleiros e indústrias de autopeças, projeta e constrói veículos, como carros, navios e aeronaves.

A necessidade de o país melhorar sua rede de transportes para escoar com agilidade a produção agroindustrial e solucionar os problemas de locomoção nos grandes centros urbanos aquece o mercado para o egresso, principalmente nas áreas de logística, infraestrutura de transportes e planejamento urbano. “Eventos que atraem grande público, como a Copa do Mundo de 2014, impulsionaram os investimentos em mobilidade nas metrópoles. Da mesma forma, as empresas sabem que, para ser competitivas, precisam baratear o custo de distribuição de seus produtos”, diz Claudio Ernani Martins Oliveira, coordenador do curso de Engenharia da Mobilidade na Universidade Federal de Itajubá (Unifei). O Programa de Investimentos em Logística do governo federal prevê a aplicação de quase 70 bilhõe sde reais até 2018 em rodovias, ferrovias, portos e aeroportos. O Centro-Oeste apresenta boas chances para o graduado pela alta produção de grãos e malha viária ruim. Há procura também em estados mineradores, como Minas Gerais e Pará. O litoral demanda profissionais por ser a porta do turismo para os mercados estrangeiros. Além disso, há vagas em cidades de todos os portes para lidar com problemas no setor de transportes.

As melhores escolas

Curso

O currículo traz matérias básicas como matemática, física, química e informática nos primeiros semestres. Em seguida, são ensinadas disciplinas específicas das engenharias, como engenharia dos fluidos e resistência de materiais, mescladas a disciplinas de meio ambiente, geologia e metrologia. Nos dois últimos anos, o aluno aprende matérias específicas de mobilidade, como regulação e manutenção de sistemas de transporte, mobilidade sustentável, economia dos transportes, planejamento urbano e rural e planejamento logístico, entre outras disciplinas. O curso exige estágio e trabalho de conclusão de curso.

Duração média: 5 anos.

Outro nome: Eng. Civil da Mobilidade.

MOBILIDADE

O bacharelado interdisciplinar (BI) em Mobilidade da UFSC, em Joinville, tem a duração de três anos. Com o diploma de bacharel interdisciplinar em mãos, o estudante pode partir para os cursos opcionais (de até dois anos de duração) e, assim, obter novo diploma de bacharel. As opções são as engenharias Aeroespacial, Automotiva, de Infraestrutura, de Transportes e Logística, Ferroviária e Metroviária, Naval e Mecatrônica.

TRANSPORTE

Este tecnólogo planeja e implanta medidas para melhorar o transporte terrestre, aéreo, ferroviário e fluvial de pessoas e cargas. Também propõe soluções para melhorar o trânsito nas cidades. Nas empresas de logística, faz a gestão de cargas, dimensionamento da frota e roteirização, além de definir o sistema de transporte a ser usado e a forma de armazenar os produtos. No transporte aéreo, administra e promove mudanças em aeroportos visando à qualidade e à segurança de usuários e funcionários. O tecnólogo em Gestão Portuária e Sistemas Navais atua em portos e empresas marítimas, verificando o cumprimento da legislação aduaneira, a segurança e a logística portuária. O currículo muda conforme a ênfase do curso. Em transporte terrestre, o aluno estuda projetos de ferrovias e rodovias e custos de transportes. Já os cursos de gestão portuária enfatizam disciplinas como gestão de armazéns e transporte marítimo. As escolas costumam exigir estágio.

Duração média: 2 anos.

Outros nomes: Gestão de Terminais Portuários; Gestão Portuária; Log. Aeroportuária; Sist. Navais.

Compartilhe