Guia do Estudante

COOPERATIVISMO

Bacharelado / Tecnológico

Legenda:

Graduação

Graduação Tecnológica

Este bacharel domina as técnicas e os métodos usados na criação, implantação, organização e administração de cooperativas, considerando sua viabilidade econômica e as necessidades da comunidade ou dos profissionais cooperativados. Para isso, está familiarizado com políticas públicas, conhece economia e educação, e aplica esse conhecimento para avaliar e conduzir as atividades da cooperativa, segundo as condições da região, da cidade ou do bairro em que está instalada. Este profissional encontra espaço também para atuar em organizações sociais, como associações, sindicatos e organizações não governamentais (ONGs). Ele dá orientação aos associados e gerencia o dia a dia da organização, de modo a promover o desenvolvimento social e econômico. Existe uma infinidade de áreas de trabalho - cooperativas agropecuárias, habitacionais, educacionais, de saúde ou de crédito, por exemplo. Você pode ingressar no mercado com um curso superior de tecnologia.

Mercado de Trabalho

O cooperativismo é um ramo que cresce e se profissionaliza, no mundo todo. Há, no Brasil, 6,8 mil cooperativas atuantes em 13 ramos (agropecuário, consumo, crédito, educacional, especial, habitacional, infraestrutura, mineral, produção, saúde, trabalho, transporte e turismo e lazer), nas quais trabalham 340 mil profissionais. Segundo a Organização das Cooperativas Brasileiras, 46 milhões de brasileiros são beneficiados pelo trabalho cooperativista e, entre 2004 e 2013, o número de cooperados cresceu 88% e o de empregos gerados, 83%. A chamada economia solidária permite a parcelas da população mais vulneráveis sobreviver em períodos de crise econômica, por meio de ajuda mútua. No Brasil, o profissional atua não apenas nas tradicionais cooperativas de produção, crédito ou consumo, mas também em organizações não governamentais (ONGs) e associações de bairro – segmentos em crescimento. O Norte e o Nordeste são as regiões pioneiras na área. No entanto, o mercado se aquece no restante do país.

As melhores escolas

5 estrelas

MG Viçosa UFV.

Curso

O bacharelado da UFV é o único oferecido no país. O curso dá ênfase à área de administração, com aulas de direito, economia e contabilidade. Além das disciplinas básicas, há as específicas, aplicadas a cooperativas, como legislação cooperativa e tributária, políticas públicas, economia solidária e administração financeira de cooperativas. O estágio e um trabalho de conclusão de curso são exigências para obter o diploma.

Duração média: 4,5 anos.


GESTÃO DE COOPERATIVAS

Os cursos que formam tecnólogos têm foco em matérias específicas do cooperativismo, como educação cooperativa, formação de cooperativas, contabilidade e legislação cooperativa. Como ocorre com os cursos superiores de tecnologia em geral, este também é voltado para as necessidades regionais. Assim, apesar de aprender sobre cooperativas de modo geral, o aluno lida durante o curso com a realidade local e regional, aquela na qual deve trabalhar depois de formado.

Duração média: 2,5 anos.

O que você pode fazer

Projeto

Projetar uma cooperativa levando em consideração o público-alvo e suas necessidades.

Administração

Supervisionar as atividades desenvolvidas por uma cooperativa, como gerente ou diretor.

Consultoria

Atuar como autônomo na implantação de cooperativas de qualquer ramo de atividade.

Compartilhe