Guia do Estudante

Consulte o Orientador

Quero trabalhar na fabricação de medicamentos e vacinas. Qual curso devo fazer?

Farmácia, Biomedicina ou Engenharia Química? Certa vez escutei que o farmacêutico e o biomédico trabalham juntos na produção de medicamentos. Queria saber o papel de cada um. Quem pesquisa, quem faz as reações químicas, enfim, o que cada profissional desempenha.

enviado por Ana Júlia

Há objetos de trabalho na sociedade que recebem contribuições de diferentes profissionais. A pesquisa e produção de medicamentos e vacinas recebe a contribuição de farmacêuticos, biólogos, biomédicos, biotecnólogos e médicos.

O engenheiro químico se envolve com a produção, fabricação ou embalagem de remédios, isto é, cuida mais do processo industrial do medicamento. Os centros de pesquisa universitários, órgãos, institutos e fundações públicas e empresas privadas costumam manter em seus quadros uma equipe multiprofissional de forma a complementar o conhecimento específico de cada profissional, para melhor atingir os objetivos e garantir o domínio de todas as etapas do processo de desenvolvimento dos produtos.

A formação em Farmácia permite o exercício de diferentes atividades: formulação de cosméticos e produtos de higiene em indústrias; controle da qualidade de medicamentos, cosméticos e produtos utilizados na indústria alimentícia a partir de órgãos de vigilância sanitária; acompanhamento de pacientes internados e em regime de medicação de longa duração, assessorando o corpo médico hospitalar. No campo de medicamentos, área central de atuação, ele pesquisa e desenvolve novas drogas combinando-as quimicamente e observando os efeitos desejados e colaterais que as substâncias causam no organismo. Controla a qualidade da produção observando todas as etapas, desde a extração de substratos vegetais, por exemplo, temperaturas de reação e conservação dos princípios ativos, dosagem na formulação das substâncias. Comparando-o com o biomédico, ele está mais “próximo” da química.

O curso de Biomedicina concentra conhecimentos ligados a biologia e química, tal como o de Farmácia, mas com maior ênfase nos conteúdos ligados à biologia e os ciclos de vida de células e de micróbios, o funcionamento de sistemas e órgãos, os equilíbrios metabólicos e fisiológicos necessários para a boa saúde. Disciplinas como anatomia, fisiologia, microbiologia e o estudo do sistema imunológico são alguns exemplos. Há muitas aulas práticas em laboratório de análises clínicas e de investigação de processos bioquímicos presentes no cotidiano profissional. O biomédico pode atuar em várias áreas, apesar de ainda o maior foco de concentração profissional esteja nos laboratórios de análises clínicas. Pode também atuar na análise de contaminação de alimentos, perícia criminal, estudos de células para prevenção de doenças como o câncer.

Na área de medicamentos e vacinas realiza a pesquisa de microorganismos e sua interação com os sistemas biológicos do ser humano. Acompanha o crescimento de cultura de micróbios e suas reações às substâncias que os combatem, ou as fazem proliferar de forma controlada mas enfraquecida, um dos possíveis meios pelos quais as vacinas agem.

Pesquise as grades curriculares dos cursos e associações profissionais das áreas para um panorama mais amplo. Você também pode tentar visitar órgãos e empresas que desenvolvem pesquisas neste setor e entrevistar profissionais das variadas formações para mais detalhamento.

Compartilhe