Guia do Estudante

Vestibular

Forças intermoleculares

Além de manterem próximas as moléculas de uma substância, as forças intermoleculares influenciam em propriedades como ponto de fusão e ebulição. Saiba mais

Ana Carla Bermúdez | 18/05/2016 23h0

As forças intermoleculares ou forças de Van der Waals são responsáveis por manterem próximas as moléculas de uma substância, esteja ela em seu estado líquido ou sólido. Elas existem devido à polaridade das moléculas e são capazes de influenciar propriedades físicas como ponto de fusão e solubilidade da substância. Saiba mais a seguir. (Imagens: iStock) Quando pelo menos dois átomos se ligam, acaba acontecendo entre eles uma ‘disputa’ pelos elétrons. Isso porque aquele que for mais eletronegativo do que os outros (ou seja, aquele que tem maior poder de atrair os elétrons) vai conseguir mantê-los mais perto de si por mais tempo. Assim, o lado da molécula onde estiver esse átomo mais eletronegativo vai ficar mais negativo do que o outro; isso faz com que a molécula seja polar. (Imagem: iStock) As forças intermoleculares acontecem devido à interação dos campos magnéticos das moléculas. Elas podem ser classificadas em dois tipos: dipolo induzido-dipolo induzido e dipolo-dipolo, sendo que as chamadas ligações de hidrogênio são um caso de dipolo-dipolo de força extrema. (Imagem: iStock) As forças dipolo-dipolo acontecem somente em moléculas polares: quando elas se encontram próximas, a extremidade negativa de uma atrai a extremidade negativa da outra. Essas forças também são comumente chamadas de dipolo permanente-dipolo permanente. Elas podem acontecer entre moléculas da mesma substância ou de substâncias diferentes. (Imagens: Wikimedia Commons/iStock) Caso extremo de força dipolo-dipolo, as ligações de hidrogênio acontecem em moléculas que possuem átomos de hidrogênio ligados a átomos de flúor, oxigênio ou nitrogênio. Isso porque esses átomos de F, O e N são, ao mesmo tempo, muito eletronegativos e pequenos - o que faz com que as ligações polares estabelecidas entre eles e o H sejam muito fortes. (Imagem: Wikimedia Commons) Mesmo sem diferença de eletronegatividade entre seus átomos, as moléculas apolares podem apresentar forças intermoleculares entre si. Isso porque, quando elas se aproximam, seus elétrons se repelem e acabam se acumulando em uma das extremidades da molécula, criando então um dipolo instantâneo. Esse tipo de força é chamado de dipolo induzido-dipolo induzido ou forças de dispersão de London e é bastante fraco quando comparado ao dipolo-dipolo e às ligações de hidrogênio. Ele aparece em moléculas apolares como os hidrocarbonetos e substâncias como o iodo (I2) e o gás carbônico (CO2), quando em estado sólido ou líquido. (Imagem: iStock) As forças intermoleculares influenciam em várias propriedades físicas dos compostos, como ponto de fusão, de ebulição e solubilidade. Elas também são responsáveis pelos fenômenos de capilaridade e tensão superficial. (Imagem: iStock) Tanto a massa quanto as forças intermoleculares de uma substâncie influenciam em seus pontos de fusão e de ebulição. Basicamente, quanto maior a intensidade dessa atração (a ordem crescente das forças intermoleculares é dipolo induzido-dipolo induzido < dipolo-dipolo < ligações de hidrogênio) e maior o tamanho da molécula, maior o PF e o PE. (Imagem: iStock) A solubilidade está ligada diretamente à polaridade molecular: uma molécula polar dissolve outra polar, enquanto uma molécula apolar dissolve outra apolar. É por isso, por exemplo, que a água dissolve o açúcar e não o óleo. Tanto água como açúcar são polares e apresentam ligações de hidrogênio entre suas moléculas; o óleo, por sua vez, é apolar. (Imagem: iStock) As ligações de hidrogênio são responsáveis pelos fenômenos da capilaridade e tensão superficial que acontecem na água. A capilaridade acontece quando a água ‘sobe’ por superfícies ou tubos, como dentro de um canudo, por exemplo. Já a tensão superficial permite que insetos caminhem sobre a água sem afundar nela. (Imagem: iStock)

Leia mais

As forças intermoleculares ou forças de Van der Waals são responsáveis por manterem próximas as moléculas de uma substância, esteja ela em seu estado líquido ou sólido. Elas existem devido à polaridade das moléculas e são capazes de influenciar propriedades físicas como ponto de fusão e solubilidade da substância. Saiba mais a seguir. (Imagens: iStock)