Guia do Estudante

Pergunte ao Professor

História - Primeira Guerra Mundial

Por que o assassinato do arquiduque austríaco Francisco Ferdinando - um fato isolado - deflagrou a primeira guerra mundial?

enviado por Priscila

O assassinato do herdeiro do trono austro-húngaro foi apenas o estopim para o início da chamada Primeira Guerra Mundial. Para buscarmos as razões deste conflito temos que retornar ao século XIX: o nacionalismo e o imperialismo crescentes entre as nações europeias, os processos - tardios - de unificação da Alemanha e da Itália, a Segunda Revolução Industrial, a partilha "desigual" do continente africano entre as nações europeias e a derrota francesa na Guerra Franco-prussiana são alguns dos fatores que vêm deste momento e contribuíram para o conflito que teve início em 1914.

A política de alianças firmada entre as nações europeias nos ajuda a entender porque a morte do Francisco Ferdinando deu início à guerra. Quem assassinou o arquiduque foi um ativista radical sérvio, por este motivo o Império austro-húngaro exigiu que a Sérvia tomasse providências e entregasse o culpado às autoridades. Como isso não ocorreu no prazo estipulado, o Império austro-húngaro declarou guerra à Servia; mas a Sérvia tinha uma aliança com a Rússia, que declarou guerra ao Império austro-húngaro. O Império austro-húngaro tinha uma aliança com a Alemanha que, então, declarou guerra à Rússia. Inglaterra e França, por sua vez, compunham uma aliança com a Rússia e, portanto declaram guerra à Alemanha (e ao Império austro-húngaro)... bem, está deflagrada a Grande Guerra.

Leia também:

- Francisco Ferdinando: a gota d´água

 

Respondido pela professora de História do Cursinho do XI, Kaili Takamori.

Compartilhe